Como Montar Uma Loja Virtual em 2020 – O Guia Definitivo

O número de pessoas que buscam saber como montar uma loja virtual disparou recentemente em função da crise gerada pela pandemia do COVID-19, que tornou o contato físico em público um risco a saúde.

O e-commerce já era a muito tempo uma das alternativas mais promissoras para qualquer tipo de empresa aumentar suas vendas, já que é um canal barato e extremamente eficiente.

Com a crise geral que teve início com a pandemia, e que promete se arrastar durante um período ainda incerto, descobrir como montar uma loja virtual passou a ser uma prioridade, principalmente para as pequenas e médias empresas.

Além de toda a comodidade que uma loja online oferece para os consumidores, para as empresas, independentemente do porte, ter uma loja física, em alguns casos se tornou economicamente inviável, pela queda do volume de vendas e perspectivas incertas em relação ao futuro.

Além disso, vender pela Internet é hoje em dia mais que um diferencial, é uma questão de sobrevivência. Enquanto vemos muitas lojas físicas fechando, as lojas virtuais mostram um crescimento vertiginoso neste período.

Segundo informações publicadas no portal E-commerce Brasil, o faturamento das vendas online até abril, foi de 32% o projetado para o ano inteiro.

O passo a passo de como montar uma loja virtual

Abaixo listamos as seis principais etapas do processo de criação de uma loja virtual. É basicamente a sequência que adotamos em nosso curso Como Montar Uma Loja Virtual, que já ajudou a milhares de empreendedores a estruturarem o seu e-commerce.

Para deixar o mais didático possível, dividimos o processo em 7 tópicos:

É um verdadeiro projeto de e-commerce, que você poderá utilizar na implementação da sua loja virtual. Quer saber como montar uma loja virtual de sucesso? Então sega o nosso passo a passo|

1 – Planejamento estratégico

Esta é considerada a etapa mais importante de todas, pois é nela que você irá determinar o passo a passo do desenvolvimento do projeto. há como montar uma loja virtual de sucesso sem que se faça um investimento sério no planejamento de toda a operação.

Não é por outro motivo que em nosso curso dedicamos um módulo inteiro a este tema, pois sabemos, com a experiência de que já atua neste mercado há mais de dez anos, que a grande maioria das pessoas se perde justamente nesta etapa.

É nessa etapa que você irá determinar questões como, por exemplo:

  • Análise do mercado onde irá atuar;
  • Público-alvo que a sua loja virtual pretende atingir;
  • Determinação do seu mix de produtos;
  • Recursos tecnológicos necessários para implementação do negócio;
  • Questões relativas a meios de pagamento e segurança da loja;
  • Estratégia de marketing a ser adotada;
  • Investimento necessário para criação da loja.

Como você deve ter percebido, trata-se na verdade de um Plano de Negócios Para E-commerce, como o que faríamos em qualquer outro tipo de negócio.

É um processo cheio de idas e vindas, demorado, mas que é essencial para quem deseja criar uma loja virtual que venda de verdade. Por isso, costumo dizer que cada minuto investido neste processo será regiamente recompensado com resultados no futuro.

Como montar uma loja virtual

2 – Posicionamento de mercado

A nossa primeira orientação sobre como montar uma loja virtual é definir de forma muito clara a área em que você deseja atuar e analisar três itens que consideramos básicos:

  • O verdadeiro potencial do setor;
  • A concorrência que irá encontrar;
  • O diferencial competitivo que você poderá criar.

Muitos empreendedores, por vezes se iludem com um determinado setor, acreditando que ele possa ser extremamente lucrativo, e quando analisado o negócio, do ponto de vista do e-commerce, acabam por constatar que não são tão lucrativos assim.

A concorrência no e-commerce não é pequena e por isso o ideal é sempre buscar atuar em mercados de nicho. Estes são mercados que mesmo sendo pequenos, possuem um potencial muito grande, por terem clientes fiéis e em muitos casos, compras recorrentes. Saiba mais clicando aqui.

Por fim, qual seria o diferencial que você poderia criar no setor que você pretende atuar, que destacaria a sua loja de tantas outras? Como montar uma loja virtual com uma proposta inovadora? O que você pode oferecer aos seus clientes que diferenciaria a sua loja, criando o que chamamos de um Oceano Azul no E-commerce?

3 – Definição do mix de produtos

Uma vez escolhido o setor de atuação, outro passo importante é saber escolher com que produtos neste setor você irá trabalhar.

A escolha dos produtos pode alterar de forma significativa o retorno do seu investimento e deve estar alinhada com as suas possibilidades operacionais.

Existe um segredo neste ponto. Em função dos diversos custos envolvidos em uma operação de e-commerce, como por exemplo o custo de processamento de cartões de crédito e logística, existe uma pequena fórmula para definir estes produtos.

De sempre preferência aos produtos com as seguintes características:

  1. Pequeno volume, para não precisar investir muito em espaço de estocagem;
  2. Produtos de alto valor agregado, para elevar o ticket médio da loja;
  3. Produtos de baixo peso para poder oferecer um valor de frete baixo;
  4. Produtos de consumo recorrente, para garantir o fluxo de caixa da sua loja;
  5. Dê preferência a produtos com uma margem de lucro maior.

Com produtos dentro destas características, você poderá diluir custos operacionais e com isso aumentar o retorno da sua loja online.

4 – Definição da plataforma de e-commerce

Este é um ponto crítico para quem deseja saber como abrir uma loja virtual; o da escolha da plataforma de e-commerce. Um erro neste quesito pode comprometer todo o processo, pois ela é o coração de todo o negócio.

A plataforma de e-commerce é o sistema que cria a loja virtual em si, aquela que é visível para o público, e que também incorpora todas as funções administrativas, como a de cadastramento de produtos, gestão de vendas, meios de paramento e até mesmo ferramentas de marketing digital.

A escolha de uma plataforma de e-commerce é um verdadeiro casamento, pois ela irá acompanhar você durante um bom tempo, por isso, é fundamental que você dedique o tempo que for necessário para fazer esta escolha.

Não é por outro motivo que em nosso curso sobre criação de lojas virtuais desenvolvemos uma planilha para auxiliar os participantes na hora de fazer esta escolha.

Basicamente existem três grandes grupos de plataformas de e-commerce:

  1. Plataformas SaaS – São plataforma desenvolvidas por empresas especializadas que oferecem estes sistemas para uso mediante ao pagamento de uma mensalidade ou qualquer outro tipo de taxa, como participação sobre as vendas. São conhecidas colo lojas virtuais alugadas.
  2. Plataformas Open Source – São sistemas de e-commerce desenvolvidos por comunidades de programadores que disponibilizam o código gratuitamente para download. São também conhecidas como plataformas open source. Entre as mais conhecidas estão a WooCommerce e Magento.
  3. Plataformas Exclusivas – São sistemas de e-commerce criados exclusivamente para uma determinada empresa visando satisfazer necessidades específicas. Devido ao seu alto custo, é uma modalidade que vem aos poucos desaparecendo.

A escolha da plataforma deve levar em consideração o momento do negócio, o orçamento disponível e também o que você está planejando para o seu e-commerce no futuro.

Felizmente, temos atualmente no Brasil diversos fornecedores de plataformas de e-commerce de excelente qualidade. A sua decisão deverá ser a de analisar qual delas atende às suas necessidades de médio e longo prazo e também qual oferece a melhor relação custo benefício.

Para que você tenha uma ideia de como se dá este processo, recomendamos que leia o artigo sobre o assunto que publicamos aqui em nosso site sob o título Como Escolher Uma Plataforma de E-commerce.

Como criar uma loja virtual

5 – Seleção das formas de pagamento

Uma das maiores dúvidas sobre como montar uma loja virtual recai sobre a questão das formas de pagamento a serem adotadas, já que existem diversas soluções no mercado.

Neste ponto, principalmente para quem está começando agora, minha orientação é que você opte por um intermediador de pagamento conhecido, como o PagSeguro ou Mercado Pago, por exemplo.

Contar com uma boa variedade de formas de pagamento no e-commerce é fundamental para que você não acabe por perder vendas justamente por não oferecer o meio de pagamento que o seu cliente deseja.

Por isso, a opção dos intermediadores de pagamento me parece ser a melhor opção, pois oferecem as principais formas de pagamento utilizadas no comércio eletrônico, são fáceis de serem implementados e também seguros.

É claro que você pode optar pela realização de pagamento por cartões de crédito diretamente com as operadoras, mas isso vai gerar um back office gigantesco e as condições nem sempre são tão boas quanto as oferecidas pelos intermediadores.

Como montar uma loja virtual nestes tempos significa ganhar tempo e otimizar recursos, nesta área eu certamente optaria pelos intermediadores, para poder manter o foco no marketing e vendas.

5 – Divulgação da loja virtual

Outro passo importante para quem quer saber como montar uma loja virtual é o de planejamento e desenvolvimento de uma estratégia de marketing digital para sua loja virtual.

De nada adianta desenvolver uma ótima plataforma de e-commerce, sem que esta plataforma seja respaldada por uma série de ações de marketing para gerar exposição e conversão em vendas.

Em nossos treinamentos costumamos receitar uma fórmula simples para alocação de recursos, que mostra bem a importância do marketing digital para o e-commerce.

Do orçamento total para o seu projeto de e-commerce, aloque 30% para a plataforma e os 70% restantes para o marketing digital.

Nossa experiência nesta área tem nos mostrado que muitos empreendedores ficam perdidos em relação aos canais para a divulgação de suas lojas e acabam investindo de forma ineficiente seus recursos.

Links patrocinados, SEO, e-mail marketing, redes sociais e tantos outros acabam criando uma grande dúvida sobre qual o melhor caminho a seguir. Como resolver este problema então?

Mais uma vez, a resposta é bem simples. Qual o problema das pessoas que a sua loja virtual resolve? Você atende a uma necessidade ou um desejo.

Se você vende produtos que as pessoas precisam e não podem deixar para depois, ou seja, uma necessidade, a solução é partir para dimensões do marketing digital como marketing de busca, por exemplo. Você precisa ser encontrado.

Se a sua loja virtual satisfaz a um desejo, como o setor de moda e acessórios, o caminho é outro. Neste caso, redes sociais como Instagram e Facebook são o caminho mais indicado.

É claro que uma opção não exclui a outra. Estamos falando aqui e canais onde devem ser concentradas as suas ações.

Para complementar esta questão tão importante para o sucesso de uma loja virtual, sugerimos que você leia o nosso artigo Divulgação de Lojas Virtuais.

6 – Logística de entrega de mercadorias

Até aqui falamos sobre como montar uma loja virtual, do ponto de vista estritamente técnico, e agora vamos a parte em que se entra no mundo físico, ou seja, a entrega de mercadorias.

Este é um dos calcanhares de Aquiles de qualquer loja virtual, e por isso é importante determinas qual das opções disponíveis no mercado vale a pena utilizar em seu projeto.

Basicamente você poderá contar com a entrega através dos serviços dos Correios ou então optar por transportadoras independentes.

No caso dos Correios você tem a vantagem da empresa contar com uma grande capilaridade em todo território nacional, mas em compensação, há muita reclamação em relação à qualidade do serviço, e principalmente, sua pontualidade. Clique aqui para ver mais informações.

Já no caso das transportadoras, como a Total Express, por exemplo, você terá um ótimo serviço e entregas no prazo acertado, mas o valor as vezes é um pouco maior. Eu pessoalmente prefiro optar por esta alternativa, para garantis a pontualidade e integridade dos produtos despachados. Clique aqui para ver mais informações.

Como montar uma loja virtual é um processo onde devemos olhar para o todo e tomar cuidado com os detalhes, a questão da logística deve ser acompanhada com muito cuidado.

Como montar uma loja virtual de sucesso

7 – Custo para montar uma loja virtual

Bem, depois de todo este roteiro sobre como montar uma loja virtual, muito embora tenhamos abordado questões relativas a custos, talvez você ainda tenha algum receio em termos do investimento necessário para colocar este projeto em prática.

Não se preocupe, pois como acabamos de mostrar, existem algumas opções que podem reduzir bastante o investimento inicial necessário, sem sacrifício da qualidade e efetividade, para a criação de uma loja virtual.

Sugiro que, para ter uma noção mais ampla sobre esta questão, você leia dois artigos publicados anteriormente aqui em nosso site. O primeiro é o que está sob o título Qual o Custo de Uma Loja Virtual.

O segundo artigo, focado em soluções econômicas para a implementação de um e-commerce está sob o título Como Montar Uma Loja Virtual Com Pouco Dinheiro.

Espero com este roteiro ter apresentado e respondido às principais dúvidas sobre como montar uma loja virtual, mas se tiver alguma dúvida, deixe seu comentário e mantenha-se em dia sobre este assunto, assinando a nossa Newsletter.