Erros comuns na análise da taxa de rejeição

A taxa de rejeição é uma medida padrão da web análise bastante comum e porque não dizer uma das mais importantes. Até mesmo os novatos sabem que reduzir a taxa de rejeição, que é a taxa de usuários que acessam um site e saem sem mesmo dar um único clique em outras páginas, deve ser um objetivo constante do administrador de um site.  Em nosso curso de Google Analytics sempre chamamos a atenção sobre essa métrica que é uma das mais simples, porem das mais importantes na web análise. O problema é quando a métrica é mal interpretada e tirada do contexto do site, o que pode levar a interpretações errôneas. A arquitetura do site exerce uma forte influência sobre os valores dessa taxa, e por isso, deve ser sempre levada em consideração. Por isso, vamos analisar o comportamento da bounce rate em duas situações distintas, nas páginas de entrada e nas páginas internas.

Taxa de Rejeição da Home Page

A taxa de rejeição da home page de um site, blog ou loja virtual costuma ser bem menor do que a das outras páginas internas. Isso acontece porque, geralmente, a home de um site tem muito mais opções de informações e acessos que as páginas internas do site. No caso de blogs e lojas virtuais essa diferença tende a ser ainda maior, uma vez que, devido a própria estrutura desse tipo de sites, a página virtual funciona como uma vitrine de produtos no caso das lojas virtuais e de artigos no caso dos blogs.

No caso de landing pages bem estruturadas de campanhas online também verificamos este comportamento de redução da taxa de conversão. A taxa de rejeição tende a aumentar conforma a profundidade da navegação, o que pode ser facilmente constatado usando-se o Google Analytics ou qualquer outra ferramenta de web análise.

Profundidade da navegação afeta a Bounce Rate

A medida que a navegação vai se aprofundando, o estoque de novidades do site vai se esgotando, e por mais criativo e diversificado que seja o seu conteúdo, é natural que ocorra uma perda relativa de interesse. Portanto é inevitável que a bounce rate nestas páginas seja significativamente menor do que nas outras páginas. O próprio horário de visitação das páginas afeta essa taxa de rejeição em função do tempo disponível para as pessoas ficarem navegando pelo site. Tornar o nível da taxa de rejeição da home page como parâmetro para um processo de redução da taxa das páginas internas é erro grave e certamente levará a resultados desanimadores.

Alberto Valle, consultor e instrutor da equipe do Curso de E-Commerce

Avalie este artigo!