Panorama da mídia brasileira em 2015-2018

Prever o futuro é sempre complicado, mas diferentes associações do setor fizeram previsões para diversas formas de mídia no Brasil para os próximos anos, todas baseadas nas tendências atuais. Embora seja difícil encontrar projeções para todas as formas de mídia, identificamos previsões para três das que mais estão crescendo no Brasil atualmente.

Apresentamos, abaixo, três visões diferentes do mercado de mídia do Brasil nos próximos anos.

Haverão 154 milhões de internautas no Brasil até 2015

O Comitê Gestor da Internet do Brasil estima que 80% dos domicílios brasileiros terão acesso à internet até 2015. Considerando a população do Brasil, de 193 milhões de habitantes, e a média de 3,3 pessoas por domicílio, isso significa que o Brasil poderá ter 154 milhões de usuários até 2015 — número muito mais alto que os 85 milhões de internautas que o país tem hoje, segundo a comScore.

A penetração da TV por assinatura no brasil alcançará a marca de 90% até 2018

Recentemente, o diretor da Agência Nacional de Telecomunicações do Brasil (Anatel) afirmou que 90% dos domicílios brasileiros poderiam ter TV paga até 2018. Considerando a estimativa da CEPAL de que o Brasil terá uma população de 202,9 milhões de habitantes até 2015 e uma média de 3,3 pessoas por domicílio, os anunciantes terão um público de TV por assinatura de 181 milhões de pessoas no país até 2018 para alcançar.

O crescimento observado no mercado móvel no Brasil será mantido

Como é difícil resumir esse crescimento em apenas uma estatística, apresentamos, abaixo, diversas estatísticas que sugerem o que ocorrerá no mercado móvel do Brasil no futuro:

  • Segundo a empresa eMarketer, 45% da população brasileira (91 milhões de habitantes) acessarão a internet a partir de dispositivos móveis até 2016
  • O Brasil terá 157 milhões de conexões móveis em 2015, mais que o dobro das 73 milhões previstas até o final de 2012
  • A Cisco prevê que o tráfego móvel no Brasil aumentará 19 vezes até 2015
  • Segundo projeções do IDC, 57% dos celulares vendidos no Brasil serão smartphones até 2015

Fonte: Brasil Link

Avalie este artigo!