Lojistas estão insatisfeitos com suas taxas de conversão

O índice de satisfação com as taxas de conversão apresentadas por sites de comércio eletrônico na Europa e Estados Unidos registrou queda no ano anterior, de acordo com resultados de um relatório de outubro de 2011 realizado pela Econsultancy em parceria com a RedEye.

Dados do trabalho “Conversion Rate Optimization Report 2011″ indicam que apenas 24% das empresas do setor de e-commerce estão satisfeitas com suas taxas de conversão, uma queda de oito pontos percentuais em relação aos 26% que pensavam o mesmo no ano passado. Além disso, 40% dos lojistas estão um pouco ou muito insatisfeitos com o desempenho de seus empreendimentos, alta de 11% em relação aos 36% que haviam afirmado o mesmo em 2010.

Apenas 1% das companhias relatam estar muito satisfeitas com suas taxas de conversão, enquanto 34% se dizem neutras.

Percepções das agências e lojistas se diferem

De acordo com o estudo, há uma disparidade entre a forma como as agências percebem a satisfação de seus clientes com as taxas de conversão e a satisfação reportada pelas próprias empresas. Em 2011, 47% das agências afirmam que seus clientes estão um pouco ou muito satisfeitos com as taxas de conversão apresentadas por seus empreendimentos, um aumento de 17,5% em relação aos 40% reportados em 2010.

Similarmente, 18% afirmaram que seus clientes se encontram um pouco ou muito insatisfeitos com suas taxas de conversão, uma queda de 40% em relação ao índice obtido ano passado. Os tipos mais comuns de conversão apresentadas pelo estudo dizem respeito às vendas e registros/assinaturas.

Desacelera o aumento nas taxas de conversão

65% dos lojistas afirmam que suas taxas de conversão registraram crescimento no último ano, 7% a menos que os 70% verificados em 2010. Já a proporção de agências que relatam que seus clientes apresentaram incremento nas taxas de conversão diminuiu de 85% ano anterior para 83% em 2011.

O diretor de pesquisa da Econsultancy, Linus Gregoriadis afirma que as empresas precisam agir e enfrentar o problema das taxas de conversão com seriedade, desenvolver estratégias para melhorá-las ou correm o risco de experimentar uma queda ainda maior em seu desempenho.

Fonte: E-Commerce News

Avalie este artigo!