A participação dos tablets no e-commerce

A participação dos tablets no e-commerce é cada vez maior nos Estados Unidos e sem dúvida essa tendência chegará por aqui daqui a pouco. A participação dos usuários de tablets no faturamento do comércio eletrônico brasileiro só não é maior por duas razões. A primeira é o preço absurdo que a nossa legislação protecionista e retrograda constrói através de barreiras alfandegárias e tributações descabidas. O segundo obstáculo para a disseminação das compras através de dispositivos móveis no Brasil é a deplorável qualidade da nossa rede 3G e seus altos custos. Lembrem-se desses fatos nas próximas eleições.

Problemas a parte, em nosso curso de criação de lojas virtuais sempre chamamos atenção dos participantes para o fato que essa tendência de crescimento da participação dos tablets no faturamento das lojas virtuais é definitiva e que eles devem ter em mente a importância desse fator em seus projetos de e-commerce. Chegamos inclusive a colocar esse fator como determinante no roteiro de planejamento que distribuímos no curso para orientação na escolha da plataforma de e-commerce a ser adotada.

Infográfico mostra a participação dos tablets no e-commerce

O infográfico abaixo dá uma idéia sobre a presença dos tablets no e-commerce americano, e acreditem, esse padrão de comportamento se repetirá aqui no Brasil. Se você está pensando em montar uma loja virtual, tenha em mente este infográfico, pois a participação dos tablets no e-commerce só tende a aumentar com o passar do tempo, superando inclusive a participação dos smartphones.

A participação dos tablets no e-commerce brasileiro também deverá seguir esses padrões, portanto, prepare-se.