Otimização de lojas virtuais – SEO

Otimização de lojas virtuais – SEO no e-commerce

Otimização de lojas virtuais - SEO no e-commerce

Otimização de lojas virtuais – Aplicando SEO no e-commerce

Ao que parece o processo de otimização de lojas virtuais tem sido esquecido por muita gente.

É incrível o número de lojas virtuais que não conseguem uma boa colocação na busca orgânica dos buscadores como Google, Yahoo e Bing, pela completa falta de estrutura de SEO nas lojas.

O mais incrível ainda é que pelo que vimos, não existe nenhum tipo de preocupação por parte destes lojistas em implementar uma boa estratégia de otimização para sites de busca em suas lojas, já que nossa pesquisa identificou também outras falhas graves na estrutura das próprias lojas que quase inviabilizam as primeiras posições nas páginas de resultados dos buscadores.

Faltam itens básicos de indexação

Fizemos uma pesquisa simples com 30 lojas virtuais escolhidas aleatoriamente em diversos setores e o resultado foi assustador. Nada menos que 92% delas não tinham elementos básicos para a otimização em sites de busca, como arquivo sitemap ou o arquivos robots .txt, duas ferramentas básicas para se conseguir algum tipo de exposição em buscadores como Google, Yahoo e Bing ou pelo menos orientar a busca. Isso nos levantou uma dúvida. Se nem isso essas lojas tinham, como estaria o resto da estrutura para otimização em sites de busca? Quais seriam os erros de SEO no e-commerce mais comuns?

URLs nada amigáveis

Pesquisamos então sobre a questão de URLs amigáveis nestas lojas. Resultado, 64% delas não dispunha desse recurso em suas páginas de detalhes de produtos, o que dificulta bastante o bom posicionamento dessas páginas no Google, além de gerar uma elevada taxa de rejeição no Google Analytics uma vez que seus resultados aparecerão dentro de buscas genéricas.

É bem mais fácil conseguir uma boa colocação nas páginas de respostas dos buscadores com uma URL do tipo www.sualoja.com.br/telefone-celular-nokia.php do que www.sualoja.com.br/product555673.php. O conceito é bem básico, mas parece que não tem sido levado em consideração pelos desenvolvedores e lojistas.

Lojas em subdiretórios

Outro fato assustador foi a quantidade de lojas hospedadas em subdiretórios de um domínio principal, principalmente lojas que utilizam plataformas alugadas. Lojas com domínios tipo www.nomedoprovedor.com.br/sualoja tem chances bastante reduzidas de conseguirem uma boa colocação nas páginas de respostas de ferramentas de busca porque a própria estrutura da URL não colabora além de ser uma péssima referência em termos de marketing, tanto convencional quanto o próprio marketing digital.

SEO - Otimização de lojas virtuais. Como o processo de otimização pode ajudar seu e-commerce.

Otimização de Lojas Virtuais – SEO no E-commerce

Ausência de Meta Tags

Por fim, mas não menos importante, constatamos que 68% dos casos, as páginas de produtos não tinham meta tags específicas para o produto, que em termos de otimização é um verdadeiro suicídio. O resultado só não foi pior, porque na amostra, haviam lojas utilizando a plataforma Magento, que da um verdadeiro show em termos de otimização para sites de busca. As meta tags são elementos essenciais para uma boa indexação e por isso devem ser específicas para cada produto para aumentar a visibilidade da loja. Sem isso é impossível alcançar uma boa colocação nas ferramentas de busca.

Outros prejuízos

Além de não conseguirem uma boa colocação nos resultados de busca orgânica nos sites de busca, essas lojas ainda ficam prejudicadas na questão dos links patrocinados. A explicação é simples, como elas não tem uma boa estrutura de SEO, o seu Índice de Qualidade para o AdWords é baixo o que encarece as campanhas de marketing usando links patrocinados.

Como lojas que não alcançam uma boa colocação na busca orgânica tendem a partir para links patrocinados como forma de compensar a falha no SEO, o prejuízo é duplo. Um bom trabalho de SEO na loja virtual resolveria a questão

Resumindo

Não adianta montar uma bela loja virtual se ela não consegue aparecer nas ferramentas de busca de forma natural, ou seja, sem o uso de links patrocinados. O melhor tráfego que sua loja pode conseguir é justamente o que vem da busca orgânica, tanto é que é um dos itens mais importantes quando olhamos o relatório do Google Analytics.

Por isso, aconselhamos aos lojistas virtuais que prestem mais atenção na estratégia de SEO adotadas em suas lojas para que os resultados possam aparecer, porque sem uma boa estratégia de marketing digital fica bem difícil ter sucesso neste mercado.

Dica Importante

Curso de E-Commerce oferece regularmente cursos presenciais e online nestas áreas justamente para que você possa evitar erros que possam prejudicar o sucesso do seu projeto. Conheça nossa agenda de cursos presenciais e também as versões online.

Otimização de lojas virtuais – SEO
5 (100%) 2 votos

2016-08-28T19:17:42+00:00 By |SEO - Otimização de sites|

3 Comments

  1. Vinicius 30 de outubro de 2012 at 15:52 - Reply

    Na verdade, acredito que as plataformas atuais de e-commerce não estão preparadas para seo. Muita gente começa de baixo, e começa alugando uma loja virtual como no meu caso. E a ferramenta é muito fechada, não podendo ser otimizada para SEO. É o preço que se paga! As empresas que fornecem o serviço tem que se conscientizar que isso vai agregar valor ao negócio do cliente e conseqüentemente terá menos falências de lojas virtuais que é muito grande!! Já pesquisei várias plataformas e nenhuma tem o SEO ON-PAGE completo, sempre falta algo básico (tag H1 no título, olha isso, como pode?, ou robots.txt, sitemap) . Foda!

  2. Alberto Valle 13 de Janeiro de 2012 at 13:29 - Reply

    Olá Guilherme

    Muito boa a sua observação. A meta tag Keywords já foi a Cereja do Bolo em termos de otimização para ferramentas de busca, mas com a evolução do sistemas de classificação do Google, hoje em dia em termos de posicionamento nas páginas de resultados elas não tem a menor importância, principalmente quando se fala em termos de Google. Para ele, as palavras-chave funcionam atualmente como um critério de classificação de exibição de resultados e não de rankeamento.

    É importante tomar cuidado com a tag Keyword em função de classificação, mas não faz muito sentido perder muito tempo com ela como fazíamos a anos atrás.

    Em nosso curso de SEO deixo isso bem claro, pois muita gente ainda acredita no “poder da meta tag keyword” que efetivamente não existe mais.

    A guerra por palavras-chave hoje em dia se dá muito mais nas tags Título e Descrição, além obviamente do conteúdo da página, que a cada dia ganha maior relevância.

    Um grande abraço

    Alberto Valle

  3. Guilherme 12 de Janeiro de 2012 at 08:06 - Reply

    Vale lembrar que, quanto a meta tags, o cadastramento de produtos pode ser um pouco mais tranqüilo agora que a tag de keywords foi praticamente abandonada por todos os motores de busca. somente o yahoo ainda as usa, mas para crawling de conteúdo, não para rankeamento.

Leave A Comment