Algoritmo do Instagram – Como funciona

Saber como funciona o algoritmo do Instagram é fundamental para quem deseja usar esta rede social como uma ferramenta de marketing eficiente.

Podemos dizer sem medo de errar que sem compreender o funcionamento dessa ferramenta do Instagram, dificilmente você conseguirá desenvolver uma estratégia de marketing que fortaleça a relevância do seu perfil e o alcance orgânico de suas publicações.

Com uma audiência de mais de 800 milhões de usuários no mundo todo, é necessário conhecer muito bem de que forma as postagens são distribuídas e para isso é necessário saber como funciona o algoritmo do Instagram.

Em nosso curso de Instagram, dedicamos uma videoaula inteira a este tema, justamente por entender que sem a compreensão desta ferramenta, conseguir criar uma estratégia de marketing digital dentro dessa rede social se torna uma missão praticamente impossível.

Como funciona o algoritmo do Instagram

O Instagram é atualmente uma rede social orientada por um algoritmo desde março de 2016, abandonando a atualização do timeline por ordem cronológica, adotada desde o início dessa rede.

Nos primeiros seis anos de vida, o Instagram era um simples feed cronológico reverso de posts das contas seguidas por cada usuário. Quando você fazia login em sua conta no Instagram, via sempre as postagens mais recentes primeiro. Não importava se eles eram do seu melhor amigo ou da sua marca favorita.

Quando o feed do Instagram passou a ser gerido por um algoritmo a “grita” foi geral, mas o Instagram afirma que desde que o algoritmo foi implementado, as pessoas têm gostado e comentam mais fotos e tendem a se envolver com a comunidade de maneira mais ativa.

Na verdade, o Instagram diz que desde esta mudança, os usuários passaram a ver 90% das postagens de seus amigos e familiares, em comparação com 50% antes do algoritmo de feed ser introduzido.

Para garantir que a pessoa vai ver apenas o que para ela é mais relevante, o algoritmo do Instagram utiliza alguns sinais que o levam a determinar se a postagem deve ou não ser exibida na timeline daquela pessoa.

Se você seguir as mesmas contas de outra pessoa, mas interagir com o conteúdo de maneiras diferentes, o algoritmo do Instagram fará previsões diferentes sobre o conteúdo que você deseja ver. O seu feed é sempre exclusivo para você.

Os fatores de avaliação do algoritmo do Instagram

Vejamos então como funciona o algoritmo do Instagram e quais são os três fatores que ele leva em consideração na hora de distribuir o conteúdo publicado entre os feeds.

1 – Interesse

No quesito Interesse, o algoritmo do Instagram tenta “adivinhar” o seu grau de interesse por uma determinada publicação em seu feed. O cálculo deste Interesse é baseado no seu grau de interação com postagens semelhantes no passado e também pode se basear no conteúdo da publicação em si.

Quando em nosso curso dedicamos um módulo inteiro para o estudo dos elementos de uma publicação é justamente isso que estamos visando, orientar nossos alunos a criarem publicações de alto grau de engajamento para que a relevância do perfil cresça, e principalmente, para quem realmente interessa.

Como em outras redes sociais, a escolha acertada dos tipos de conteúdos e formatos a serem publicados, levando-se em consideração a Persona de Marketing desenhada na etapa de planejamento da sua estratégia de marketing no Instagram, é fundamental para um bom desempenho do perfil.

O que isto significa para as marcas: Significa que o engajamento é fundamental e por isso, cada publicação deve levar isso em consideração. Quando os usuários interagem com seu conteúdo, eles indicam ao algoritmo que desejam ver mais de suas postagens.

2 – Recência

Neste parâmetro, o algoritmo de classificação do Instagram leva em consideração a questão da temporalidade, ou seja, o Instagram vai qualificar melhor as postagens mais recentes, pois ele sabe que as pessoas gostam de ter informações atualizadas em seu timeline.

Na verdade, o Instagram anunciou em março de 2018 que estava atualizando o algoritmo justamente para garantir que as postagens mais recentes tenham maior probabilidade de aparecer primeiro no feed, pois desta forma o conteúdo será mais recente e as pessoas não perderão as postagens que mais gostam.

É importante deixar claro que o critério de Recência não significa que você deva postar alucinadamente para garantir que seu post esteja sempre aparecendo para as pessoas. Esse é um dos grandes mitos sobre o Instagram que muitas pessoas ainda insistem em acreditar.

O que isso significa para as marcas: É importante descobrir o melhor momento para postar no Instagram para garantir que suas postagens sejam “recentes” quando seus seguidores estiverem online. Isso exigirá de você a realização de algumas análises e testes em seu perfil, já que não existe um número que seja comum a todos os perfis.

3 – Relacionamento

No fator Relacionamento o algoritmo analisa a profundidade do relacionamento do usuário com a pessoa ou marca que ele segue, com base na frequência com que ele tende a se envolver com as postagens.

Se você costuma curtir e comentar as postagens de alguém, ou se costuma ser marcado nelas, verá mais conteúdo dessa pessoa em seu feed, do que de outras com as quais não se relaciona tão frequentemente assim.

Isso ajuda a garantir que os usuários do Instagram vejam o conteúdo de pessoas e marcas com quem elas têm relacionamentos próximos, mesmo que essas pessoas não tenham seguidores suficientes para obter uma quantidade substancial de curtidas e comentários.

Por exemplo, as postagens da sua mãe nunca receberão tantas curtidas quanto a @KimKardashian. Mas como você provavelmente gosta e comenta as postagens da sua mãe com frequência, e podem marcar uma à outra nas fotos, o algoritmo de classificação do Instagram entende que você quer ver o que ela está postando, mesmo que ninguém mais esteja envolvido com o conteúdo dela.

Neste ponto, é importante destacar que no que diz respeito a Relacionamento, é possível que o algoritmo do Instagram também use algumas informações do Facebook para determinar relacionamentos, já que são plataformas irmãs.

O que isso significa para as marcas: Isso que dizer que é importante desenvolver e até mesmo forçar relacionamentos contínuos com seus seguidores. O engajamento consistente é mais valioso do que o engajamento esporádico, então saiba o que seus seguidores querem ver, se envolva e dê a eles mais desse conteúdo.

Sinais secundários usados pelo algoritmo do Instagram

Os três principais sinais acima formam o núcleo do algoritmo Instagram, mas também existem outros fatores secundários que precisam ser levados em consideração:

  • Frequência de uso – Se você abrir o Instagram várias vezes por dia, sempre verá postagens recentes. Se você abrir o aplicativo apenas uma vez por semana, poderá ver postagens com alguns dias.
  • Quantidade de perfis seguidos – Se você seguir apenas algumas pessoas, o algoritmo não tem muito conteúdo para trabalhar, portanto, você poderá ver mais das postagens de cada pessoa. Se você seguir milhares de pessoas, talvez não veja postagens de todos e não verá muitas postagens de uma pessoa.
  • Uso do aplicativo – A forma como você usa o Instagram envia sinais sobre quanto conteúdo o algoritmo deve mostrar. Se você tende a olhar apenas para o aplicativo por alguns instantes, o algoritmo carregará seu feed com conteúdo que considera prioritário.

Como você pode ver, o algoritmo do Instagram não é tão aleatório como algumas pessoas afirmam, muito pelo contrário, ele é extremamente coerente com o que essa, que é uma das redes sociais mais usadas no Brasil, se propõe. Para se manter atualizado sobre o Instagram e outras redes sociais, assine a nossa Newsletter.

Publicado originalmente no blog da Academia do Marketing

Algoritmo do Instagram – Como funciona
5 (100%) 3 voto[s]